Turismo no Velho Oeste: cânions e cachoeiras são atrações

Uma Kombi “conversível” ao som de Creedence Clearwater Revival é o veículo utilizado na Rota dos Cânions, nova atração turística do Oeste catarinense, situada em Anchieta, município de 6 mil habitantes a 150 quilômetros de Chapecó. O trajeto de 56 quilômetros foi desvendado por Anderson Cavasin, 26 anos, anchietense que explora a região há 10 anos por hobby e já catalogou 123 quedas-d¿água no município. Hoje, ele oferece o passeio guiado a quem quer conhecer as belezas da cidade, que até então não explorava o potencial turístico.

A iniciativa do hoje guia turístico encorajou os moradores da cidade a pensar em outras formas de explorar o potencial da região, como a criação de uma rota de gastronomia e outra de turismo rural, que ainda estão em discussão.

A ação tem o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que vê atrações como esta como importantes para o desenvolvimento da região. O coordenador estadual de turismo da instituição, Alan Claumann, diz que a integração regional com várias atrações é fundamental para consolidar o Oeste de Santa Catarina como uma rota turística do Estado.

– Essas pequenas cidades sozinhas não conseguem manter ou ampliar o turismo, é preciso integrar e investir em novos atrativos na região, pois o turismo aumenta a riqueza, beneficia ndo restaurantes, hotéis, pousadas, artesãos e o comércio – afirma.

Espetáculo da natureza

Os encantos do passeio estão nas belíssimas imagens de uma natureza ainda não explorada. No trajeto, o Camping do Zamin é rodeado por oito cachoeiras, sendo cinco acessíveis por trilhas onde são observadas bromélias, xaxins e orquídeas. As quedas-d¿água têm cerca de 25 metros.

– Estou encantada – disse a agente de saúde Lurdes Betoni, que mesmo morando em Palma Sola, a 15 minutos de Anchieta, não conhecia o local.

Mais adiante, a visita leva à Gruta da Cordilheira, que tem estalactites – colunas de concreções calcárias que pendem do teto – ao longo de seus 30 metros de extensão.

No mirante da Primavera, uma visão de 40 quilômetros com o jaboticabal nativo perto de dois cânions com 100 metros de profundidade. O passeio termina no Morro do Sol, onde é possível contemplar um excelente visual do pôr do sol.

Para quem gosta de altura e aventura, é possível voar de duas formas no local: de parapente ou balão. Os voos de parapente são acompanhados por aves que vivem nas redondezas e atraem até pilotos de Misiones, na Argentina.

Os passeios de balão são feitos mediante agendamento prévio e são atração, não só para os interessados em avistar a paisagem a mais de 2 mil metros do chão. Moradores da região costumam levar a cuia de chimarrão, cadeira e pipoca para assistir a estrutura de 54 metros encher e decolar.

O empresário Robson Cazotti e o dentista Daniel Rossetti aproveitaram o passeio para saltar de paraquedas, enquanto os outros passageiros hesitavam em olhar para baixo.

– Dá um pouco de medo, mas é lindo, realizei um sonho – diz a servidora da prefeitura de Anchieta Vandineia Cordeiro.

O pouso é um pouco abrupto e radical, o que dá ainda mais adrenalina e alegria a quem gosta de aventura.

Prestigie!

—  O quê: Passeio turístico Rota dos Cânions

—  Onde: Anchieta, dentro da região turística Caminhos da Fronteira, a 150 quilômetros de Chapecó

—  Valor: R$ 35 o passeio pelas trilhas, cachoeiras e cânions (mínimo de 10 pessoas). Extras: parapente (R$ 100) e passeio de balão (R$ 350 por pessoa – os voos precisam ser marcados com antecedência, a capacidade é 12 pessoas).

— Os passeios devem ser agendados pelo telefone (49) 9949-2953 ou pelo Facebook Ar Livre Ecoturismo.

 

Fonte: Diário Catarinense

http://dc.clicrbs.com.br/sc/estilo-de-vida/noticia/2016/10/turismo-no-velho-oeste-canions-e-cachoeiras-sao-atracoes-na-pequena-cidade-de-anchieta-7777234.html


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.