‘Tivemos que sair correndo’, conta brasileiro sobre terremoto na Itália

O brasileiro Ubiratan Farias está na cidade de Téramo, a cerca de 60 km do epicentro dos tremores que abalaram a região central da Itália nesta quarta-feira (26). Foram dois tremores mais fortes, entre outros mais fracos. Houve danos na região, mas como é madrugada e chove, ainda não está clara a extensão dos estragos.

O segundo tremor mais forte, às 21h18 locais, obrigou Farias e o grupo com que estava a sair correndo de um restaurante. “Estava num restaurante muito antigo que começou a estralar, e mandaram todo mundo sair correndo”, contou ao G1, no caminho para a casa de um amigo que o hospeda.

Farias organiza viagens de brasileiros que querem conhecer a gastronomia italiana. O grupo que estava guiando já se separou dele há alguns dias. Ele visitaria produtores locais de alimentos nesta quinta, mas a visita foi cancelada porque o acesso está impedido pelo terremoto.

Farias, que é de São José, em Santa Catarina, conta que não conseguiu ver se houve muitos estragos ao seu redor porque há muita neblina e chuva. “Estou do lado de uma igreja muito antiga. Veio muita gente ver se ela caiu, mas não caiu”, relatou.

O brasileiro diz que há muita gente abrigada em carros, pois pode haver novos tremores. Quem fica em casa, explica, põe um copo de água sobre uma mesa para poder ver se a superfície começa a se mexer.

 

Fonte: G1 SC

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/10/tivemos-que-sair-correndo-conta-brasileiro-na-italia-sobre-terremoto.html


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.