Taxistas de Chapecó fazem protesto por segurança após morte de colega

Quase todos os 82 taxistas de Chapecó participaram nesta quinta-feira de um protesto na Avenida Getúlio Vargas, passando pelo 2º Batalhão de Polícia Militar e Delegacia Regional da Polícia Civil, para pedir mais segurança na cidade.

O motivo do protesto foi a morte de José Cesar Zanchet, 24 anos, que foi morto a facadas na madrugada de quinta-feira após fazer uma corrida. Ele trabalhava no táxi há cerca de um mês.

Três pessoas que já haviam solicitado corridas em outros pontos, mas que não foram atendidas por taxistas mais desconfiados, chegaram no ponto de Zanchet, na Avenida Getúlio Vargas. Depois disso o carro rodou pelo Centro e bairros Seminário, São Pedro e Sede Trentin, até ser abandonado no bairro Santa Maria.

O carro, um Spacefox, foi localizado por pessoas, com sinais de sangue. Depois, a Polícia Militar, ao verificar o GPS do veículo, localizou o corpo na Sede Trentin, a seis quilômetros de onde estava o veículo.

A hipótese mais provável é latrocínio pois os criminosos levaram dinheiro e celular. A Polícia Civil está investigando as câmeras de segurança para identificar os autores. Zanchet está sendo velado salão comunitário do Bairro Santo Antônio e o enterro está previsto para as 11h de sexta-feira, no cemitério Jardim do Éden.

 

Fonte: Diário Catarinense

http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/de-ponto-a-ponto/noticia/2016/10/taxistas-de-chapeco-fazem-protesto-por-seguranca-apos-morte-de-colega-7776380.html


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.