Postos de SC já registram alta no combustível; em Chapecó, gasolina chega a R$ 3,90

Postos de combustíveis de pelo menos quatro cidades catarinenses já aumentaram o valor nesta sexta-feira (21), após o Governo Federal anunciar a elevação de tributo. Em Chapecó, no Oeste, foi encontrado o preço mais caros do estado: o litro da gasolina fica entre R$ 3,80 e R$ 3,90, acréscimo de cerca de R$ 0,41.

Criciúma, no Sul catarinense, Joinville, no Norte, e Blumenau, no Vale, também já tiveram alta. Florianópolis, no entanto, tem previsão de reajuste neste sábado (22). A maioria dos postos visitados pela RBS TV não registraram filas na manhã desta sexta.

De acordo com os sindicatos consultados pela RBS TV, o valor do reajuste vai depender de cada posto, mas o consumidor catarinense deve pagar, em média, R$ 0,45 a mais pelo litro da gasolina.

Os motoristas reclamam. “Eu sou autônomo e vou ter que aumentar o meu serviço, a minha mão de obra para refletir esse preço da gasolina”, diz o gesseiro Alex Raimundo, que mora em Florianópolis.

Reajuste depende dos postos

“Não temos como recebe um produto R$ 0,41 mais caro e manter o preço que temos hoje, que é deficitário”, diz o diretor do Sindicato de Comércio de Combustíveis de Florianópolis, Joel Fernandes.

“Vá encher o seu tanque rapidamente porque vai pagar mais caro na sequência”, alerta o diretor do Sindicato de Comércio de Combustíveis de Florianópolis, Joel Fernandes

No cálculo do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado, além do reajuste anunciado pelo Governo Federal, o valor final do produto também deve ter influencia do aumento repassado pela Petrobrás para as refinarias.

“O pessoal que trabalha com transporte, que tem de fazer entregas, vai gerar um gasto maior para o consumidor final, que é a gente. Sempre sobra para a gente”, diz o vendedor Jean Pierre Raulino. “A gente está aí refém dos reajustes”, afirma o representante comercial Telmo Aranda.

Preços por regiões

Em Chapecó, além do alto valor da gasolina, o diesel e o etanol, de acordo com o Sindipostos da cidade, tiveram aumento de aproximadamente R$ 0,20. Eles estão custando em média R$ 3 o litro.

Já em Joinville, dos nove postos consultados nesta sexta pela equipe da RBS TV, quatro já haviam repassado o aumento aos consumidores pela manhã. Com o ajuste, o novo preço ficou entre R$ 3,50 e R$ 3,59. Na cidade o preço era de R$ 3,16 em média, segundo a Agência Nacional de Petróleo. Alguns postos praticavam R$ 3,09.

Em Criciúma, os motoristas já estão desembolsando em média R$ 0,30 a mais por litro, em média R$ 3,69 o litro.

Em Blumenau, havia postos que no início da tarde desta sexta (21) estavam com o mesmo preço dos últimos dias: R$ 2,99. Mas no Centro da cidade, alguns postos já haviam reajustado para R$ 3,59 e também R$ 3,69. Segundo o Sindicato do Comércio Varejistas de Derivados de Petróleo de Blumenau e Região (Sinpib), o aumento de preço depende também do estoque de cada posto.

Fonte: G1 SC


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.