Ponte Serrada: Justiça permite mãe reduzir jornada de trabalho para cuidar de filha autista

Aos 8 meses, Alice foi diagnosticada com autismo, e junto com a terapia enfrenta vários problemas de saúde. A mãe Amanda Fávero precisa estimular as habilidades da filha, além de manter um rigoroso cuidado alimentar.

“Na verdade. a grande dificuldade inicial era motora e ela tinha um refluxo muito grave. Então, com mais ou menos 1 ano, a gente fez um exame que veio com todas essas especificações”, conta Amanda.

Com a ajuda de uma advogada, a servidora descobriu que podia fazer o pedido de redução da carga horária de trabalho, sem o prejuízo no salário.

“Inicialmente fizemos uma ação no município de Ponte Serrada com o pedido de liminar, para que antes da discussão do processo a Amanda já conseguisse ficar em casa com a Alice”, conta a advogada Francinara Magrini Ferreira.

A Justiça de Ponte Serrada concedeu o direito de redução da carga horário, mas com redução de salário. Então foi solicitado um recurso no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que foi aceito.

“A minha felicidade é por isso também. Isso vai abrir caminhos para outras mães, que comprovarem realmente que os filhos precisam e são dependentes. Essas crianças vão conseguir se desenvolver melhor”, diz Amanda.

 

Fonte: G1 SC


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.