PF diz que homem preso em Pernambuco é um dos maiores estelionatários de SC

O homem de 52 anos preso no último dia 26 de abril em Pernambuco – e que é considerado pela Polícia Federal um dos maiores estelionatários de Santa Catarina – era conhecido por ter montado uma rede de “laranjas” em Camboriú, no Litoral Norte, onde morou por anos antes de se mudar para o Nordeste. Ele é acusado de aplicar golpes, especialmente junto à Caixa Econômica Federal e ao INSS.

De acordo com a PF, o homem, cujo nome não foi divulgado, é conhecido como “Beto” ou “Betinho” e foi preso várias vezes. Ele estava em liberdade provisória, mas foi condenado pela Vara Federal Criminal de Blumenau a 48 anos de prisão em regime fechado. Com isso, acabou se tornando foragido.

Mudança para o Nordeste

“Betinho”, segundo a PF, passou a atuar no Sertão pernambucano, onde havia montado uma nova rede de “laranjas” e vinha sendo monitorado. De acordo com a PF, a associação criminosa já havia roubado mais de R$ 215 mil de contas do FGTS, em um esquema que clonava cartões para sacar o dinheiro.

Nascido no Paraná, “Betinho” foi detido no município pernambucano de Ouricuri na última terça-feira (28), junto com um “laranja”. Eles planejavam para esta terça (2) sacar R$ 353 mil também de uma conta de FGTS, segundo a PF. A participação dele em outras fraudes na região é investigada.

Em Santa Catarina, ele seria o líder de uma organização criminosa desmantelada em 2012, em Itajaí, na Operação Falcatrua, da PF.

O homem segue preso em Pernambuco, mas poderá ser transferido para Santa Catarina, informou a Polícia Federal. Ele responde a outras ações penais, ainda em curso.

Fonte: G1 SC


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.