Mais de 4 toneladas de maconha e munições são apreendidas em carreta com milho

Uma carreta carregada com milho apreendida domingo (4) na BR-101 em Porto Belo, Litoral Norte catatinense, escondia 4,7 toneladas de maconha e mais de 100 munições, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Um homem de 44 anos, natural de Itajaí, foi autuado em flagrante e preso. Esta é a segunda maior apreensão de maconha já realizada em rodovias catarinenses.

O caso foi divulgado nesta terça-feira (6). A interceptação da carreta ocorreu a partir de trocas de informações das polícias Rodoviária Federal, Civil e a Receita Federal.

O veículo foi parado na praça do pedágio. Entre o milho, estavam pacotes com 30 a 40 quilos de maconha cada.

Material foi apresentado pela Polícia CIvil e PRF nesta terça (6) (Foto: PRF/Divulgação)

Material foi apresentado pela Polícia CIvil e PRF nesta terça (6) (Foto: PRF/Divulgação)

A droga tinha origem do Mato Grosso do Sul e destino a região da Grande Florianópolis, conforme a investigação. O milho utilizado como disfarce seria descarregado em Imbituba, no Litoral Sul de Santa Catarina

O homem já possui antecedentes criminais por contrabando. Com ele, também foi encontrado 100 gramas de haxixe. Ele foi autuado por crime de tráfico de drogas e porte de munição de calibre restrito. Nesta terça, ele permanece preso na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Apreensão de maconha ocorreu na último domingo (4) na BR-101 (Foto: PRF/Reprodução)

Apreensão de maconha ocorreu na último domingo (4) na BR-101 (Foto: PRF/Reprodução)

Segunda maior apreensão de SC

Conforme a polícia, essa é a segunda maior apreensão de maconha já realizada em rodovias catarinenses. A maior já computada ocorreu em 18 de maio também na BR-101, mas em Garuva, no Norte catarinense.

A droga também tinha origem do Mato Grosso do Sul, estava escondida em uma carreta de milho e embalada em 165 malotes. Em algumas embalagens havia fotos de abacates. O condutor do caminhão, de 35 anos, foi autuado em flagrante por tráfico. Ele não tinha passagens policiais.

Fonte: G1 SC


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.