Grêmio ganha indenização por produção de material falsificado em Concórdia

A justiça da Comarca de Concórdia julgou procedente um pedido de indenização por danos morais feito pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense contra uma empresária que estava produzindo materiais com a marca do clube gaúcho e comercializando de forma indevida em estabelecimentos comerciais da região.

A decisão é assinada pelo juiz Kledson Gewehr da Comarca de Concórdia que determinou o pagamento de R$ 8 mil a título de danos morais. Ainda no despacho o magistrado determina que a empresária se abstenha de usar as marcas de propriedade do autor da ação, nesse caso o Grêmio, sob pena de pagamento de multa de R$ 1 mil por dia em caso de descumprimento.

Para justificar a busca e apreensão dos produtos o Grêmio de Porto Alegre destacou que a Receita Federal estima que só em pirataria os prejuízos chegam a R$ 6 bilhões ao ano o País, sendo que se somado ao contrabando o montante supera a casa dos R$ 30 bilhões.

Fonte: Atual FM


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.