Fenômeno atmosférico muda a paisagem da região

Em alguns municípios da região Oeste de SC este fenômeno está atrapalhando a visibilidade, aumentando o risco de acidentes.

Municípios como: Xanxerê, Chapecó, Xaxim e outros da região, estão com suas paisagens modificadas por conta da neblina

 

neblina-floripa-marcelo-fleury

 

A Neblina – também chamada de Nevoeiro ou Bruma – é um fenômeno atmosférico causado pela condensação da umidade presente no ar em forma de vapor. A diferença entre neblina e névoa está nas limitações no campo de visão: enquanto a neblina prejudica a visão horizontal em um espaço menor que 1000 metros, a névoa, por ser mais fraca, atrapalha a visibilidade em uma distância maior do que essa.

De certa forma, a neblina pode ser considerada como a formação de nuvens próximas ao solo, isso porque o processo constitutivo dos dois fenômenos é o mesmo: a condensação do vapor d’água. No caso das nuvens, a umidade condensa-se graças às baixas temperaturas que a atmosfera atinge em determinadas altitudes, sendo, por isso, mais frequente.

A neblina surge da seguinte forma: quando o solo está úmido – em razão principalmente das chuvas –, a umidade local tende a aumentar por causa da evaporação da água. Durante a madrugada e o período da manhã, quando as temperaturas são as menores do dia, essa água tende a condensar-se, formando aquela fumaça branca que nos atrapalha a enxergar o que está a nossa frente.

A formação de nevoeiros, porém, é mais comum em dois tipos de ambientes: nas zonas de serras e montanhas e nas proximidades de lagos, rios e lagoas.

Nos locais de elevada altitude, geralmente as serras, esse fenômeno ocorre por causa do bloqueio das massas de ar. Assim, quando as temperaturas estão baixas, esse bloqueio proporciona a formação dos nevoeiros pela condensação da umidade.

Já nas proximidades de rios e lagos, a neblina forma-se graças à evaporação intensa que ocorre nesses locais durante o dia, o que eleva a umidade que, como já sabemos, é um dos pré-requisitos necessários para a formação dos nevoeiros em períodos do dia de baixas temperaturas.

Quando a neblina é muito densa, vários problemas acontecem, a exemplo do aumento do número de acidentes nas estradas e o cancelamento de voos. Por isso, é preciso sempre estar alerta, principalmente quando se está ao volante, procurando seguir as normatizações de trânsito, como trafegar em baixa velocidade, manter o farol baixo ligado e nunca acionar o farol alto e nem o pisca-alerta.

 

Fonte: Mundo Escola

http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/neblina.htm


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.