Com eleições em setembro, Abelardo Luz recebe 4 pedidos de registro de chapas

Abelardo Luz, no Oeste catarinense, recebeu quatro pedidos de registro de chapas para concorrerem na eleição para prefeito da cidade, marcada para 3 de setembro deste ano. O registro de candidatura dos eleitos em 2016 foi impugnado.

Os quatro pedidos de registro de chapas foram divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) na quinta-feira (13). Os candidatos tinham até terça-feira (11) para encaminharem os pedidos à juíza Camila Menegatti, da 71ª Zona Eleitoral.

Uma das solicitações é de Altair Lavratti, candidato a prefeito pelo PSOL. Seu candidato a vice é Gilmar Fidelis de Mello.

Já Celso Santin e Fabrício Luiz Stefani são candidatos a prefeito e vice, respectivamente, pela coligação ‘Respeitando a vontade do povo! É 15 de novo!’ formada pelos partidos PMDB, PTB, PDT, PSC e PPS.

Já pela coligação ‘Unidos pelo povo’, que reúne PRB, PC do B e PT, Vilmar Baumgratz e Tiago Sefani Korinski são os candidatos, respectivamente, a prefeito e vice.

Outro pedido de chapa é de Wilamir Domingos Cavassini e Jorge Luiz Piccinin, candidatos a prefeito e vice pela coligação ‘Acelera Abelardo Luz’ formada por PSDB, PP, PRP, Rede, PSD, Dem, PSB e PTC.

Desde quarta-feira (12) a propaganda eleitoral é permitida. Porém, segundo o TRE-SC, qualquer partido, candidato, coligação ou o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) podem solicitar impugnação dos pedidos de candidatura em até cinco dias.

Qualquer pessoa com os direitos políticos em dia também pode informar à Justiça Eleitoral sobre inelegibilidade.

O TRE-SC não informou quando o novo prefeito vai assumir o cargo.

Atual prefeito

As novas eleições ocorrem pois Nerci Santin (PMDB) e Cleomar Finger (PMDB), respectivamente prefeito e o vice eleitos em Abelardo Luz, tiveram os registros de candidatura indeferidos.

A alegação é que, em 2010, os dois teriam uma condenação por crime contra a administração pública, por isso não poderiam ter concorrido ao pleito de 2016.

Em 1º de janeiro, o presidente da Câmara, Lucas Sernajotto (PMDB), assumiu o município. Entretanto, em 10 de janeiro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferiu uma liminar que empossou Santin.

Fonte: G1 SC


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.