Chapecoense luta, mas é eliminada da Copinha pelo Paulista de Jundiaí

Chegou ao fim o sonho da Chapecoense na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Após uma campanha inédita, em que passou pela primeira vez de fase, o Verdão do Oeste foi eliminado na noite desta terça-feira pelo Paulista. O jogo, válido pelas quartas de final do torneio, terminou 1 a 0 para o time de Jundiaí, que jogou em casa, empurrado por mais de 10 mil torcedores no estádio Jayme Cintra. O gol da partida foi marcado pelo meia Brayan, após falha do goleiro Tiepo, que soltou a bola após um chute fraco de fora da área, dando o rebote aproveitado pelo jogador do time mandante.

Na próxima fase, o Paulista, campeão do torneio em 1997, enfrenta o vencedor da partida entre Batatais e Botafogo (RJ), que se enfrentam nesta quarta-feira. Já a Chapecoense deixa o torneio de cabeça erguida, tendo eliminado três times paulistas, entre eles o São Paulo, no mata-mata.

O jogo começou com uma forte pressão da equipe de Jundiaí, que empurrava a Chape para trás em uma “operação abafa”. A tática deu resultado. Aos nove minutos, Victor Hugo arriscou de fora de área, sem força. Tiepo não segurou e a bola sobrou para Brayan, que ganhou a disputa com a zaga e empurrou para as redes.

Depois do gol o Paulista continuou em cima. Os garotos da Chape estavam intranquilos. Exemplo disso ocorreu quando Vini tentou recuar uma bola de cabeça para o goleiro e quase marcou contra. Tiepo salvou o time do Oeste de levar o segundo.

Aos poucos, o Verdão foi igualando a partida, arriscando alguns chutes, mas sem levar grande perigo ao goleiro Enzo. O primeiro tempo terminou equilibrado, com as duas equipes dividindo a posse de bola.

A segunda etapa começou com a Chape em outro ritmo, buscando pressionar a equipe da casa. Aos seis minutos, houve um bate-rebate na área depois de um escanteio e a bola quase entrou. Aos 12 minutos, Ned chutou de fora da área na gaveta, mas o goleiro Ned fez grande defesa e impediu o gol.

A Chapecoense seguiu em cima, deixando espaços para o contra-ataques. Foram várias as chances da equipe catarinense, porém faltou pontaria. Aos 42 minutos, Bruno acertou o travessão do Paulista, mas estava impedido e o lance foi anulado. No fim, o jogo terminou mesmo no 1 a 0, com a torcida soltando o grito nas arquibancadas. O Paulista continua com 100% de aproveitamento e apenas um gol levado na competição até aqui.

Ficha técnica

Paulista

Enzo; Zuquinha, Robert, Matheus, Alemão; Pedro Acorsi, Paulinho, Victor Hugo (Carlinhos), Adame (Daniel), Brayan (Artur);  Molter. Técnico: Humberto Filho

Chapecoense

Tiepo; Fauth, Igor, Lauri (Alemão {Canhoto}), Ronei; Bruno, Japa, Ned, Guilherme (Alisson); Vini (Silvano) e Luquinhas (Rayner). Técnico: Emerson Cris

Gol: Brayan, aos nove minutos do primeiro tempo

Cartões Amarelos: Vini, Alemão (C); Pedro Acorsi, Matheus, Zuquinha (P)

Arbitragem: Salim Chaves, auxiliado por Evandro de Melo Lima e Leonardo Villa

Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí (SP)

 

Fonte: Diário Catarinense


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.