Chape para no goleiro do Santos e tem objetivo adiado

A Chapecoense teve a primeira chance de alcançar os 45 pontos na tabela. Número apontado pelos matemáticos para se manter na série A em 2017. Jogava dentro de casa, teve mais posse de bola, mais volume de jogo e mais finalizações. Só que não contava com um erro logo nos minutos iniciais, e muito menos com uma grande atuação do goleiro santista. No fim, o revés por 1 a 0.

O torcedor acreditou até o último lance, num chute de fora da área de Matheus Biteco, que passou por cima do travessão. A Chape jogou praticamente o tempo todo no campo de ataque, mas a bola insistiu em não entrar. O detalhe é que a partida teve o lance decisivo logo aos 3 minutos, na saída errada da Chapecoense, Lucas Lima aproveitou para fazer por cobertura. Foi o único chute a gol do Santos.

Já na sequencia da primeira etapa, o Verdão pressionou. A Chape chegava com facilidade pelos dois lados do campo, mas os cruzamentos não foram aproveitados. O Verdão teve ainda três conclusões de fora da área. A bola de Gil passou perto do ângulo direito, o chute de Thiego obrigou Vanderlei a colocar para escanteio e na bomba de Matheus Biteco, o goleiro santista novamente espalmou.

No segundo tempo, a história se repetiu. Ora pelo lado direito, ora pelo lado esquerdo, as investidas da Chape cruzavam a todo momento pela área do Peixe. E as finalizações de Bruno Rangel e Gil pararam novamente em belas defesas de Vanderlei, o melhor jogador em campo.

Com o resultado, a Chapecoense permaneceu com os 42 pontos e caiu para a 12ª posição na tabela, com sete pontos de vantagem para o Z4. Na quarta, o compromisso é outro. É decisão de vaga à semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla, da Colômbia, na Arena Condá.

 

Fonte: Chapecoense

http://www.chapecoense.com/2016/noticias/287


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.