Caixa de doações da Chapecoense já recebeu R$ 220 mil

Dias depois da tragédia na Colômbia, inúmeras foram as promessas de apoio e ajuda que a Chapecoense recebeu do Brasil e do mundo. Agora, às vésperas do amistoso beneficente contra o Palmeiras e passados mais de 50 dias desde o acidente, o clube soma R$ 220 mil em doações financeiras.

Desse valor, conforme o diretor financeiro da Chapecoense, Roberto Merlo, R$ 96 mil vieram do jogo entre Sport e Figueirense, ainda no Brasileirão. A promessa havia sido feita pelo Sport em dezembro, quando garantiu doar toda a bilheteria da sua partida pela última rodada.

O Verdão também recebeu R$ 31,5 mil de multas aplicadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em 14 de dezembro. O restante do valor chegou de doações diversas de pessoas físicas, feitas em pequenos valores, depositadas em uma conta que o clube disponibilizou.

— Apesar de tudo, nos deixa feliz essas doações pequenas. Percebemos que foram pessoas que quiseram contribuir da forma que puderam — afirma Merlo.

Enquanto passa dedo pela planilha de doações, o diretor financeiro aponta para valores que variam de R$ 5 até R$ 2 mil, de diversas partes do Brasil e do mundo.

— Fico até emocionado em mostrar, temos que valorizar esses pequenos números — acrescenta.

O clube acredita que o caixa possa aumentar consideravelmente agora. R$ 41 mil já estão garantidos pelo jogador do Internacional Andrés D¿Alessandro. O valor diz respeito à parte da renda do Lance de Craque, jogo beneficente promovido pelo jogador em 21 de dezembro.

Há também um repasse estimado em R$ 220 mil do tradicional Jogo das Estrelas organizado por Zico, no Maracanã, que foi realizado em 28 de dezembro. Por enquanto, conforme o diretor financeiro, ainda não há confirmação exata do valor e quando ele chegará à Chapecoense.

O amistoso contra o Palmeiras neste sábado, na Arena Condá, também integrará o caixa de doações do clube desde o acidente. E na próxima quarta-feira haverá um amistoso entre as seleções do Brasil e Colômbia, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, que terá renda revertida ao clube.

Os valores serão repassados às famílias das vítimas do acidente aéreo de novembro. Mas o clube ainda não sabe qual será a forma de repartição e não tem uma previsão exata. Essas questões ainda devem ser discutidas com o departamento jurídico da Chapecoense.

 

Fonte: Diário Catarinense


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.