BR-282 pode ter obras iniciadas em fevereiro no Extremo-Oeste

*Por Keli Magri, interina

A falta de investimentos em infraestrutura é um dos fatores que contribuem para o alto índice de acidentes na região. Uma das obras mais cobradas para a redução do número de ocorrências de trânsito no Oeste e Extremo-Oeste é a duplicação e a revitalização das BRs 282 e 158, no trecho entre Chapecó e São Miguel do Oeste, que já teve processo licitatório e homologação da empresa vencedora, mas está parada.

A BR-282 liga o litoral catarinense à divisa com a Argentina, em Paraíso, totalizando 684  quilômetros. Já a BR-158 liga o município de Cunha Porã à BR-282, próximo a Maravilha, e tem o entroncamento com a 282 incluso no projeto.

O pior trecho, entre Chapecó e Maravilha, está intransitável, com crateras abertas em vários pontos. Para resolver o problema que existe há mais de 20 anos, as obras de restauração preveem 32 quilômetros de terceiras faixas, trevos e marginais no perímetro urbano de três municípios: Pinhalzinho, Nova Erechim e Maravilha. O projeto está orçado em R$ 158,5 milhões e tem prazo de execução de três anos.

No ano passado, a obra não andou devido a recursos judiciais das empresas desclassificadas no processo licitatório (primeira e segunda colocadas). Porém, no final de dezembro, a Justiça negou as liminares e autorizou o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) a homologar a contratação da terceira empresa colocada, o Consórcio GTP.

O Consórcio tem prazo de três meses para entregar o projeto definitivo ao DNIT, o que levaria a execução para depois de março. De acordo com o diretor comercialo, Jaime Dagostini, o GTP quer fracionar a entrega para poder iniciar as obras antes deste prazo.

– Estamos em conversas constantes com o DNIT e se o Departamento aceitar o parcelamento do projeto, podemos começar as obras da primeira parte aprovada em fevereiro. Gostaríamos de acelerar, já que a rodovia (BR 282) está em condições precárias – argumenta Dagostini.

O diretor também adiantou que a obra iniciará pela construção dos 32 quilômetros de terceira faixa.

Fonte: NSC Total


Envie pelo WhatsApp a palavra 'Sim' para (49) 98824-6292 e receba as principais notícias da região.